Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Planeta Terra’ Category

 

MURMÚRIO D’ÁGUA

Murmúrio D’Água é tão suave aos meus ouvidos…
Faz tanto bem à minha dor teu refrigério!
Nem sei passar sem teu murmúrio aos meus ouvidos,
Sem teu suave, teu afável refrigério.
Água da fonte…água do oceano…água de pranto…
Água de rio…
Água de chuva, água cantante das lavadas…
Têm para mim, todas, consolos de acalanto,
A que sorrio…
A que sorri minha cínica descrença.
A que sorri o meu opróbrio de viver.
A que  sorri o mais profundo desencanto
Do mais profundo e mais recôndito do meu ser!
Sorriem como  aqueles cegos de nascença
Aos quais Jesus de súbito fazia ver…
A minha mãe ouvi dizer que era minha ama
Tranquila e mansa.
Talvez ouvi, quando criança,
Cantigas tristes que cantou à minha cama.
Talvez por isso eu me comova  àquela mágoa.
Talvez por isso eu me comova tanto à mágoa
Do teu rumor, murmúrio d’água…
A meiga e triste rapariga
Punha talvez nessa cantiga
A sua dor e mais a dor de sua raça..
Pobre mulher, sombria filha da desgraça!
—  Murmúrio d’água, és a cantiga de minh’ama.
Manuel Bandeira

dia-mundial-da-agua

 

“…Não há vida sem água. A água é um bem precioso indispensável a todas as atividades humanas.
Alterar a qualidade da água é prejudicar a vida do homem e dos outros seres vivos que dela dependem.
A água é um patrimônio comum, cujo valor deve ser reconhecido por todos.
Cada um tem o dever de a economizar e de a utilizar com cuidado.
A água não tem fronteiras. É um bem comum que impõe uma cooperação internacional…”
(in Carta Européia da Água, 1968)
Bouquet de Cravos & Conchavos em 22/03/2010 lembrando o “Dia Mundial da Água”

Read Full Post »

Back_Alceu S_Costa5

Atitude

tag_pra_assinatura_lilás

Quando eu era ainda pequeno,

Não há engano, bem me lembro,

Meus pais me ensinaram a rezar,

Agradecer por nascer num bom lar,

Ter o pão para dividir com os irmãos,

Primeiras lições dos princípios cristãos.

Hoje, fazendo parte da ala dos veteranos,

Pode ser que até cometa muitos enganos,

Mas acho que, no mundo atual, competitivo,

Fazem falta pais como os meus, assim o digo,

Cujos valores sagrados derivavam do respeito,

Diferente do agora, que toma o avesso pelo direito,

Desvairado, rédeas soltas, a galope, cabelos ao vento,

Trancafia Deus no céu e não vê este Planeta morrendo.

Alceu Sebastião Costa

tag_pra_assinatura_lilás(1)
NOTA: esta publicação tem uma história: o poeta distribuiu o desenho de um arame farpado com a frase: “Por que algumas pessoas insistem em transformar pássaros em arame farpado?”, com a intenção de que pudesse ser aproveitado em alguma ocasião, fosse ela qual fosse.  Comentou à época o sentido grande e valioso da imagem. Então aproveitei o arame farpado à minha maneira, incluindo-o numa formatação imaginativa e devolvi ao poeta  para que colocasse  palavras dele quais  quisesse. Retribuiu com este belo poema, muito atual às necessidades do mundo atual que incluo junto aos trabalhos de  ECOLOGIA – PLANETA TERRA do Bouquet de Cravos & Conchavos. Posteriormente será atualizada na página de Poesias em Textos.
Poeta Alceu, com gratidão,  agradeço a sua bondade.  Michèle

Read Full Post »

“a mão que governa o verso balança o mundo”
(líria porto)
lixo atômico 1_back_branco
se a lua cair do céu

além dos cacos quebrados

aonde vamos guardar

olhares enamorados?

e se as estrelas em greve

não quiserem mais piscar

será que vais resistir

voltaremos a brincar?

se o sol apagar o facho

e tornar-se um astro frio

eu vou agüentar viver

como vel(h)a sem pavio?

se a terra onde moramos

depois da judiação

quiser se vingar dos homens

nós mulheres – escapamos?

sei não
*
Quem é Líria Porto:

Professora, mineira de Araguari, vive em Belo Horizonte.

Se diz: “erva daninha: de Araguari transplantei-me para belo horizonte – espalhei raízes”.

(Seu blog está nas minhas leituras sugeridas)

*
Consciência Sócio Ambiental
A produção de resíduos é inerente à condição humana  e inexorável. E continua existindo depois que são jogados nas lixeiras, pois estas não são mágicas que num abrir e fechar de olhos fazem desaparecer o que tem dentro, então o lixo passou a ser um dos maiores problemas ambientais da atualidade, pois os moldes de consumo adotados pela maioria das sociedades modernas provocam o aumento contínuo e exagerado na quantidade de lixo produzido.
Lixo doméstico ——————————————————- restos de alimentos, embalagens plásticas, papéis em geral, plásticos, entre outros.
Lixo comercial —————————————————————- gerado pelo setor terceiro (comércio em geral),especialmente papéis, papelões e plásticos.
Lixo industrial ———————————————————-gerado por atividades do setor secundário (indústrias), pode conter restos de alimentos, madeiras, tecidos, couros, metais, produtos químicos e outros.
Lixo das áreas de saúde ———————————————- também chamado de lixo hospitalar. Proveniente de hospitais, farmácias, postos de saúde e casas veterinárias: são as seringas, vidros de remédios, algodão, gaze, órgãos humanos, etc. Este tipo de lixo é muito perigoso e deve ter um tratamento diferenciado, desde a coleta até a sua deposição final.
Limpeza pública —————————————————— Composto por folhas em geral, galhos de árvores, papéis, plásticos, entulhos de construção, terras, animais mortos, madeiras e móveis danificados
Lixo nuclear ———————————————————— decorrentes de atividades que envolvem produtos radioativos, entre outros.
Não há como não produzir lixo, mas podemos diminuir essa produção.
Como?
Usando a regra dos três “R” :

Reduzindo (não desperdiçar)

Reutilizando (reaproveitar antes de jogar fora)

Reciclando (diminuir a exploração de recursos naturais).

FAÇA A SUA PARTE

lixo_campanha 1
Fontes: pesquisa internet

Read Full Post »

Back da míngua

Planeta à míngua

Alceu Sebastião Costa

(In: O melhor da Poesia Brasileira 1997-2007; p.33)

Minguante não só a lua,

Que pouco clareia minha rua;

Minguante também a Paz,

Quase fora de cartaz.

Minguante o alimento na Terra,

Em vez do arado, armas de guerra;

Minguante o respeito pelo semelhante,

O homem cada vez mais arrogante.

Minguante o calor da Amizade,

Prevalece o culto da Vaidade;

Minguante a chama do Amor,

Ofuscada pelas trevas do Terror.

Minguante o brilho do romantismo,

Que deu lugar ao opaco materialismo;

Minguante até a nossa paciência,

Diante de tanta irreverência.

Minguada, Senhor, seja essa força minguante;

Salvar o Planeta é nossa missão mais importante.

Preservação

Read Full Post »

A Terra é azul

Mensagem de Paz


“Quando a criatura

der azo

à Gratidão ao Criador,

reconhecendo-se inferior e subalterno à Divindade,

terá alcançado a plenitude da Sabedoria

e estará a um passo da Paz.

Urge fazer a hora! “

Alceu Sebastião Costa


SEJA DA PAZ

Read Full Post »