Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Planeta à míngua – Poeta Alceu’ Category

Back da míngua

Planeta à míngua

Alceu Sebastião Costa

(In: O melhor da Poesia Brasileira 1997-2007; p.33)

Minguante não só a lua,

Que pouco clareia minha rua;

Minguante também a Paz,

Quase fora de cartaz.

Minguante o alimento na Terra,

Em vez do arado, armas de guerra;

Minguante o respeito pelo semelhante,

O homem cada vez mais arrogante.

Minguante o calor da Amizade,

Prevalece o culto da Vaidade;

Minguante a chama do Amor,

Ofuscada pelas trevas do Terror.

Minguante o brilho do romantismo,

Que deu lugar ao opaco materialismo;

Minguante até a nossa paciência,

Diante de tanta irreverência.

Minguada, Senhor, seja essa força minguante;

Salvar o Planeta é nossa missão mais importante.

Preservação
Anúncios

Read Full Post »