Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Poesias para mim’ Category

SylCohin_Maria_Fumaça

Minha comemoração também para ti baiana inteira ou racionada, brasileira, Maria, Sylvia , gringa ou Fumaça… poeta e gente do coração. No trem da vida fez primavera, fez outono, veraneou, hibernou  e tempo integral faz alegria na nossa emoção.
Registro acordado. (rsrsrsr)  Bjins…… Michèle

No Trenzinho que me deste

Para Michèle

Eu devia estar dormindo

mas é maior o desejo

de lhe dizer quanto é lindo

o trenzinho onde me vejo

a levar minha bandeira

que é de amor e liberdade,

a desfilar altaneira,

com meus vagões de saudade

sobre os trilhos do destino

que aceito cumprir serena

e junto com quem me afino,

fazer nossa rota amena…

Pra mim não será surpresa

se o melhor inda vier

pra nós, com muita justeza,

vida fora, é o que se quer…

Sim, sou sylvia brasileira

sem ufanismos, atenta,

de minha tribo, guerreira

que nos versos se sustenta.

Assim vou  do Norte ao Sul

exorcizando o quebranto

a pintar o céu azul,

de minha aldeia onde canto!

Sylvia Cohin

Brasil, 07.05.09

02h17min

Anúncios

Read Full Post »

Poesia Presente de Syl e Gui
Sent: Tuesday, May 13, 2008 8:36 PM
Subject: COM CARINHO… UMA SAUDADE
Hoje estive dando uma volta na praça dos poetas e as flores trouxeram uma gostosa saudade de vocês. Beijins, Michèle

PARA MICHÈLE CHRISTINE

SEU RETORNO  EM VERSOS.

Menina Michèle

Gui Oliva

Michèle:

Sylvia Cohin

Ah! Menina

cingida de amor,

esparge perfume

que a alma redima.

Não tem mais luz a Cidade

nem fulgor resplandecente,

do que toda a Claridade

em teu coração presente…

Inigualável seu olor

faz da vida um lume

que brilha, cintila,

é da rima o vetor.

Se a saudade aperta o peito

e chora por aconchego,

se nada há sem defeito

e o Amor nem sempre é cego,

é bom que se tenha um jeito

de fortalecer o ego!

Inigualável seu olor

faz da vida um lume

que brilha, cintila,

é da rima o vetor.

Que graça teria a vida

sem o toque de emoção

da primavera florida,

da mudança de estação?

É essa Menina

que canto,

relembro, e assim,

nessa trilha de encanto

eu entendo

a saudade.

Na paleta estão as cores,

no pincel desliza o traço

Precisamos de amores,

do amparo de um abraço

que o afeto feito em ponte,

ergue além do Horizonte

Pois é essa Menina feliz

quem sussurra

e me diz,

enxuga  teu  pranto…

É mistério sem resposta,

traço-que-liga intrigante…

Uma Amizade que aposta

antes de ver adiante,

e muito aquém já sabia,

daquilo que não se via!

sentí-la é viver

assim,  sem sofrer,

verdadeira amizade!

Meu abraço-ponte,

Gui Oliva

Brasil/ 27/05/08

Sylvia Cohin

Portugal, 27.05.08

Gui e Sylvia

Agradecendo, especialmente,

o imenso carinho de vocês…

Ah! meninas lindas,

benvindas

na tal realidade

que ora me envolve,

comove, absorve

nesta cidade luz

que tanto seduz!

Como viver amizade

sem a saudade,

aconchego e lembrança,

bem-aventurança

de em quem pensar

e pousar

nossa querência

de amor?

E as flores, os ardores,

o sol e o arrebol,

o dia… meio-dia

da noite que açoita

em ventos afoitos

a recordação?

Donde a origem

da emoção?

Graças a Deus

ter na vida corrida

carinho bendito,

rimado,

afinado

de amigos-poetas-queridos

… meus.

Vocês!

Michèle Christine

Paris, maio/2008

Read Full Post »

Natal_árvore e caminha

Resposta aos meus Desejos de Natal – 2008

Sylvia Cohin

Querida Michèle…

Peço que diga ao Drummond

que essa prosa é a melhor

simplesmente casual…

Nem sequer um semitom

que o Menino tem de cor

tudo acerca do Natal…

**********************

Querido Drummond…

Diz por favor à Michèle

que a escolha foi perfeita

do tema que é um primor…

Que me veste como a pele

e que a ferida se ajeita

com os Anjos do Senhor!

Beijos, Sylvia

Read Full Post »

Michèle é uma festa

Sylvia Cohin

Você é festa,

bonança,

do que resta,

esperança!

Força motora,

protetora,

razão desperta,

objetiva,

porta aberta,

sensitiva…

Alma irmã

tão cristã…

A beleza

estética

e a profundeza

ética!

Só falta dizer

“Namastê” !!

Syl

26.9.2008

Read Full Post »